IPB

Benvindo, visitante ( Log In | Registar )

 
Closed TopicStart new topic
> Digitalizando Modelos Scx, Digitalizando modelos SCX
forumadm
post Jun 25 2009, 13:46
Post #1


Member
**

Grupo: Root Admin
Posts: 707
Registado: 22-September 05
De: SJEstoril - Cascais
Membro nº: 1





Utilizar os modelos analógicos em troços digitais já sabemos que é possível, mas também sabemos que não poderemos utilizar os recursos digitais nestes casos. Para utilizar os recursos digitais em carros analógicos, só mesmo fazendo a conversão. O kit de conversão, Ref: 20240 tem em sua embalagem, além do chip Digital System, um patilhão com patilhas, 2 suportes semi-eixo, suporte do patilhão, um par de pneus dianteiros e um grupos de jantes (4 DTM, 4 Rally e 4 GT).



Nem todos os modelos SCX podem ser convertidos para digital, pois como vamos ver mais a frente, existem pormenores que limitam a utilização de todos os modelos SCX. Para este artigo utilizaremos um modelo GT, o Ferrari 550 GT Maranello – Ref: 62120.



Começamos abrir o modelo e retirar o eixo dianteiro, depois retiramos o motor, mas aqui temos que ter algum cuidado. Fazemos uma leve pressão para arquear o chassi e empurramos de baixo a parte dianteira do motor. O motor é fixado ao chassi apenas por dos pequenos pivot, um na parte traseira e outro na parte dianteira.


Já sem o eixo e o motor vamos retirar os guias metálicos. Quebramos a soldadura de plásticos que une os guias no chassi e retiramos os guias. Vamos guardar todas as peças, pois podemos sempre retornar o modelo ao sistema analógico.



Retiramos o suporte do patilhão. A forma mais fácil de retirar o suporte é pressionar para dentro as partes do suporte e empurrar para dentro. Aqui precisaremos alguma pressão, mas nada de exageros, pois o carro é novo e o plástico ainda está muito rígido.



Já temos o chassi “limpo”, então começamos por montar o suporte do patilhão que colocaremos de forma inversa ao que retiramos, isto é, faremos pressão pela parte interna do chassi. Depois de encaixar temos que colocar as hastes do guia nos sítios certos. Verifique se o suporte gira bem e volta a sua posição inicial sem impedimentos.



Agora vamos montar o cérebro do sistema, o chip Digital System. Está peça será fixada nas quatro pequenas hastes de plásticos no chassi, que podem ser identificadas na imagem abaixo. Estas hastes são fabricadas especialmente para este fim, e este é um dos pormenores dos modelos que podem ser digitalizados com este kit.



Colocamos o chip pelas ranhuras do guia e empurramos até ao fundo cuidadosamente, até que encaixem os dois clipes dianteiros do chip no suporte do patilhão. Encaixamos os clipes da parte posterior do chip e devemos pressionar ligeiramente até ouvir um “click”. Verifique se o chip está fixo ao chassi, pois as quatro hastes são os fixadores do chip.



Partimos agora para a montagem do eixo dianteiro. Encaixamos o suporte das rodas dianteiras onde ficava as chumaceiras do eixo dianteiro. Este é outro pormenor exclusivo dos modelos digitalizados. Atenção a posição correcta, pois caso contrário o suporte da roda ficará para cima. Pressione até ouvir um “click”. Caso tenha fixado ao contrário, retire e monte na posição correcta.



Colocamos agora o semi-eixo no suporte que acabamos de montar. Montamos primeiro o eixo no suporte da roda e depois, com cuidado, encaixamos as hastes laterais nos espaços correspondentes. Aqui precisaremos de fazer alguma pressão, mas também sem grandes esforços.



Montamos o outro semi-eixo e encaixamos as rodas. Verifique se as rodas giram sem qualquer impedimento, e se há um leve jogo vertical. Para finalizar vamos montar o motor. Encaixe o pivot da parte posterior e pressione a parte dianteira até ouvir um “click”. Verifique se o motor, com o respectivo eixo traseiro, está fixado e os contactos metálicos estão bem unidos.



Agora basta encaixar o patilhão e fecharmos o modelo. Depois de alguns 15 minutos de engenharia mecânica, o modelo está pronto para ir a pista. Vamos comprovar se resultou a nossa conversão.



Em nosso caso, colocamos o modelo na pista, programamos o punho respectivo e procedemos com os testes habituais. O carro portou-se sem nenhuma anomalia e todas as funções exclusivas do Digital System funcionaram perfeitamente.



Para quem está a competir em provas GT SCX, pode utilizar parte deste kit em seus modelos. A utilização do suporte do patilhão, o próprio patilhão e os semi-eixos, podem melhorar significativamente a segurança da parte dianteira do modelo, e consequentemente as prestações dos modelos em competição.
Go to the top of the page
 
+Quote Post

Closed TopicStart new topic
1 utilizador(es) está(ão) a ler este tópico (1 visitante(s) e 0 utilizador(es) anónimos)
0 membros:

 

Modos de Exibição: Padrão · Mudar para: Linear+ · Mudar para: Outline


Versão Simples Horário: 21st May 2022 - 22:14