IPB

Benvindo, visitante ( Log In | Registar )

3 Páginas V   1 2 3 >  
Reply to this topicStart new topic
> Lastrar Carros Para Velocidade
PauloJota
post Jan 24 2014, 15:47
Post #1


Member
**

Grupo: Members
Posts: 17
Registado: 6-December 13
Membro nº: 1.135



Viva!

A minha dúvida prende-se com a distribuição do lastro a colocar.

Será preferível colocar mais peso na frente ou atrás? Sei que também depende do tipo de carro, mas pela vossa experiência, como será uma distribuição de pesos ideal? Já li em qualquer lado, cerca de 10g à frente e 5g atrás.

Gostava de saber opiniões. Obrigado
Go to the top of the page
 
+Quote Post
Vamilosi
post Jan 24 2014, 17:34
Post #2


Member
**

Grupo: Moderador
Posts: 4.983
Registado: 28-April 06
De: Queluz
Membro nº: 75



Depende de tanta coisa ...

Do carro, da pista, do motor, do punho, do estilo de pilotagem.

O melhor é o PauloJota especificar o carro, pista e punho para podermos partilhar algumas ideias mais em concreto. cool.gif
Go to the top of the page
 
+Quote Post
luislot
post Jan 24 2014, 18:23
Post #3


Member
**

Grupo: Members
Posts: 61
Registado: 19-January 12
De: sintra
Membro nº: 1.003



boa tarde.

desculpem estar a meter a colherada, de preparação percebo pouco, mas se for para velocidade o pessoal anda sempre a lutar é para lhe tirar peso...
Go to the top of the page
 
+Quote Post
PauloJota
post Jan 24 2014, 18:49
Post #4


Member
**

Grupo: Members
Posts: 17
Registado: 6-December 13
Membro nº: 1.135



Obrigado pelas respostas.

Os contra-pesos são para tentar equilibrar melhor os carros e melhorar o seu equilíbrio.

No meu caso, utilizo uma pequena pista caseira (Ninco), com cerca de 9 metros de perímetro e alimentação de 12V por calha. Uso um punho Parma da série economy com 35ohms, quando uso os Slot.it ou o punho de série da Ninco quando uso os carros da Ninco.

A minha questão do lastro refere-se ao Audi R8 da Slot.it ao Nissan 350Z da Ninco em particular, mas já li algures que a distribuição de pesos é quase genérica, podendo ser muito similar entre carros.

Que acham?
Go to the top of the page
 
+Quote Post
luislot
post Jan 24 2014, 19:10
Post #5


Member
**

Grupo: Members
Posts: 61
Registado: 19-January 12
De: sintra
Membro nº: 1.003



eu acho que mesmo em relação a qualquer modelo se o carro for bem preparado não é preciso lastro, o carro com lastro fica sempre mais lento e então se é para usar na pista de casa ainda mais lento fica.
tenta montar suspenção, mete pneus bons, arranjar bem a frente, e deixa folga na carroceria para poder fazer uma boa basculação, e vais vendo o comportamento do carro.
Go to the top of the page
 
+Quote Post
kalyta
post Jan 25 2014, 10:48
Post #6


Member
**

Grupo: Members
Posts: 1.568
Registado: 23-June 09
De: Loulé
Membro nº: 726



O equilíbrio geral depende de imensas variáveis, como bem referiu o Vamilosi, uffff...

Pista/traçado/temperatura/humidade que são variáveis... tipo de chassis/pneus/motor/relação de transmissão de um dado modelo... ajustes/alinhamentos/alturas/folgas que estamos sempre a afinar. Não existe uma solução chapa treze...

Concordo em grande medida com o luislot, quanto à preparação procurar um equilíbrio perfeito sem lastros, mesmo que a condução possa se revelar mais sensível... qq coisa até 5 gramas na frente pode ser um compromisso aceitável, é a clássica solução para um comportamento subvirador ou para colocar o trem dianteiro no chão em aceleração. Mas tirando o facto que há modelos difíceis e com uma distribuição de peso particular, deve-se analisar todos os demais parâmetros possíveis que possam evitar colocar lastro. Quais?

Será o motor adequado para o efeito, não terá um torque excessivo? A relação de transmissão será a mais indicada? A frente está rebaixada na medida do possível? A traseira está com demasiado grip, e "cola-se" ao chão? Qualquer destes factores, por si só, pode originar um comportamento subvirador (com a frente no ar, dificuldades em digerir a aceleração ou curvar)... colocar lastro aparentemente resolve, mas o carro fica pesado, lento, tapa-se defeitos à custa do relógio.

Nada como rodar e procurar "ler" o comportamento do carro, e a forma como cada pequena alteração produz (ou não) efeitos... com tempos, claro. O carro mais fácil de conduzir nem sempre é o mais veloz, por vezes é preciso um compromisso...

wink.gif
Go to the top of the page
 
+Quote Post
VCR
post Jan 25 2014, 13:50
Post #7


Member
**

Grupo: Members
Posts: 256
Registado: 25-January 10
De: Moncarapacho
Membro nº: 768



E eu acrescento que carro rápido e fácil de conduzir é normalmente o vencedor no fim da corrida. O Kalyta é um especialista neste compromisso, tenho excelentes memórias dos carros preparados por ele ... apesar de não termos feitos muitas voltas mais rápidas ;-)

QUOTE(kalyta @ Jan 25 2014, 10:48 ) *
O equilíbrio geral depende de imensas variáveis, como bem referiu o Vamilosi, uffff...

Pista/traçado/temperatura/humidade que são variáveis... tipo de chassis/pneus/motor/relação de transmissão de um dado modelo... ajustes/alinhamentos/alturas/folgas que estamos sempre a afinar. Não existe uma solução chapa treze...

Concordo em grande medida com o luislot, quanto à preparação procurar um equilíbrio perfeito sem lastros, mesmo que a condução possa se revelar mais sensível... qq coisa até 5 gramas na frente pode ser um compromisso aceitável, é a clássica solução para um comportamento subvirador ou para colocar o trem dianteiro no chão em aceleração. Mas tirando o facto que há modelos difíceis e com uma distribuição de peso particular, deve-se analisar todos os demais parâmetros possíveis que possam evitar colocar lastro. Quais?

Será o motor adequado para o efeito, não terá um torque excessivo? A relação de transmissão será a mais indicada? A frente está rebaixada na medida do possível? A traseira está com demasiado grip, e "cola-se" ao chão? Qualquer destes factores, por si só, pode originar um comportamento subvirador (com a frente no ar, dificuldades em digerir a aceleração ou curvar)... colocar lastro aparentemente resolve, mas o carro fica pesado, lento, tapa-se defeitos à custa do relógio.

Nada como rodar e procurar "ler" o comportamento do carro, e a forma como cada pequena alteração produz (ou não) efeitos... com tempos, claro. O carro mais fácil de conduzir nem sempre é o mais veloz, por vezes é preciso um compromisso...

wink.gif
Go to the top of the page
 
+Quote Post
luislot
post Jan 26 2014, 16:47
Post #8


Member
**

Grupo: Members
Posts: 61
Registado: 19-January 12
De: sintra
Membro nº: 1.003



Boa tarde.

todas essas dicas são importantes, mas (Pedro) se tiveres por ai perto uma pista grande isso sim vale a pena perderes um bocado a fazer uns testes.
porque uma coisa é preparares um carro na pista de casa outra é fazeres uma preparação numa pista grande, depois chegas a casa e o comportamento do carro é muito melhor, apenas poderás de ter de mudar a relação.
ainda acrescento ás dicas do (VCR) um bom dedo a combinação perfeita.....


Abraço
Go to the top of the page
 
+Quote Post
Vamilosi
post Jan 27 2014, 00:46
Post #9


Member
**

Grupo: Moderador
Posts: 4.983
Registado: 28-April 06
De: Queluz
Membro nº: 75



Os algarvios disseram tudo e muito bem cool.gif

É certo que o objectivo é tirar o máximo de peso, mas este também tem um papel importante no sítio certo. Os motores magnéticos não são o directamente, mas também actuam como peso, tanto que a força magnética é ou pode ser medida na forma de peso.

O fundamental é retirar peso nos pontos altos, por exemplo, vidros e habitáculo, de modo a baixar o centro de gravidade e também nas jantes e cremalheira, de modo a diminuir as inercias. Os carros de competição à escala real apesar de consoante os regulamentos, terem um peso mínimo, não deixam de serem submetidos a "curas" de emagrecimento para os lastrar até ao peso mínimo de modo a colocar peso nos locais onde interessa.

Se for em pista Carrera será à partida necessário menos lastro comparativamente a pista Ninco, que tem maior grip e é mais ondulada.

Se utilizar-se punho de resistência é provável que seja necessário um pouco de lastro na frente para alguns modelos não fazerem "cavalinho", enquanto que com um punho com regulação pode-se controlar a entrega de potência. Um dedo mais brusco tenderá a necessitar mais de lastro.

À partida um carro com motor em sidewinder ou anglewinder terá maior probabilidade de necessitar de lastro em relação a um modelo com motor em linha. Em modelos com motor frontal, lastrar junto ao eixo traseiro ajudará a ter mais tracção.

Até as patilhas são também um factor a ter em conta, pois se estas fizerem de mola, é importante que haja algum peso a empurrar o patilhão para calha.

Eu pessoalmente gosto de ter os carros com frentes precisas, a atacar as curvas e seguros nas zonas sinuosas. Como uso um punho sem regulação e tenho o dedo brusco para evitar saídas de frente, por vezes tenho que recorrer ao lastro.
Go to the top of the page
 
+Quote Post
PauloJota
post Jan 29 2014, 17:49
Post #10


Member
**

Grupo: Members
Posts: 17
Registado: 6-December 13
Membro nº: 1.135



Muito obrigado pelas vossa opiniões.

No caso do Nissan 350 da Ninco, já substituí o patilhão, as jantes, os eixos, a cremalheira e os pneus. O carro melhorou muito. Quando lhe adicionei um lastro, melhorou mais ainda. Esta melhoria foi comprovada no cronómetro.

Já pensei também que, mudando o punho, poderia ainda melhorar os tempos. O meu punho não tem regulação. Não estou errado, pois não?
Go to the top of the page
 
+Quote Post

3 Páginas V   1 2 3 >
Reply to this topicStart new topic
1 utilizador(es) está(ão) a ler este tópico (1 visitante(s) e 0 utilizador(es) anónimos)
0 membros:

 

Modos de Exibição: Padrão · Mudar para: Linear+ · Mudar para: Outline


Versão Simples Horário: 19th July 2019 - 06:46